Apatamento HGB-Tercera Bienal iberoamericana de iluminación

Apatamento HGB
São Paulo, Brasil
Estudio Carlos Fortes Luz + Design

Despacho: APARTAMENTO HGB
Equipo: Carlos Fortes, Débora Esposto
Arquitecto: Bernardes Arquitetura: Thiago Bernardes, Camila Tariki, Dante Furlan,
Año de finalización de la obra: 2017
Fotografía: Ruy Teixeira
Colaboradores adicionales: Fernanda Belomo (Estudio Carlos Fortes)
Pérola Machado, Maria Vittoria Oliveira, Marcelo Dondo (Bernardes Arquitetura)

A reforma do apartamento duplex foi projetada pelo escritório Bernardes Arquitetura. A sala com pé-direito duplo integra, no pavimento inferior, o living, os terraços, sala de jantar e home-theater, e no pavimento superior a circulação que interliga a sala das crianças com a suíte principal – que também se integram com ao pé-direito duplo da área social de brises verticais pivotantes.

Um ponto importante do projeto foi a premissa de flexibilidade para iluminação de obras de arte, sem conferir uma linguagem comercial ou de galeria. Para isso, foram fundamentais a integração da iluminação ao detalhamento do projeto de interiores e a escolha dos sistemas de automação adequados.

O conceito da arquitetura convidava o projeto de iluminação a uma solução que traduzisse a permeabilidade visual e a intercomunicação entre os ambientes. No térreo, as três salas e o terraço, embora com funções rigidamente definidas pelo layout, tinham em comum a mesma parede revestida de madeira, que recebeu parte da coleção de arte dos proprietários, e uma ampla janela piso-teto que dava acesso total ao terraço. Essa geometria determinou o que seria o gesto principal do projeto de iluminação: uma linha paralela às paredes em toda sua extensão – traduzida em um nicho com iluminação indireta e direta, para iluminação difusa dos ambientes e iluminação de destaque para as obras de arte.

A esse sistema soma-se a iluminação dos brises localizados no pé-direito duplo, iluminados de baixo para cima e de cima para baixo, por pequenos pontos embutidos no piso entre as paletas pintadas de branco.

No andar superior, o nicho com projetores se repete na mesma posição relativa à parede de madeira do andar inferior. Assim, com a combinação de poucas soluções, toda a área social foi iluminada, pontuada com alguns complementos estrategicamente localizados.

Sobre a mesa de jantar, optou-se por luminárias downlight de iluminação direta, que valorizam a mesa de madeira desenhada por Jacqueline Terpins. O aparador e a bancada de apoio receberam iluminação direta e indireta, com a continuidade do rasgo no forro de gesso.

O lavabo tem iluminação indireta atrás do espelho e um facho concentrado embutido no forro sobre a pia. Na parede, uma escultura luminosa que faz as vezes de arandela tem sua imagem duplicada no espelho sobre a bancada.

Na suíte principal, que tem certa permeabilidade visual com as áreas sociais através dos brises, uma sanca de iluminação indireta e luminárias quadradas sem moldura embutidas no forro compõem a luz do ambiente, complementada por abajures. No closet, uma sanca retangular fechada com difusor em acrílico translúcido proporciona iluminação difusa e homogênea aos guarda-roupas. Nos banheiros, foram criados nichos verticais com iluminação interna, fechados com vidro jateado, para iluminação frontal, sem provocar sombras nos rostos.

No escritório, uma sanca de iluminação indireta foi criada defronte às estantes, e downlights embutidos no forro iluminam as mesas de trabalho. Na sala das crianças, o mesmo sistema que combina iluminação direta e indireta nas áreas sociais ilumina a estante de brinquedos.

Todo o projeto – tanto as áreas sociais como áreas íntimas e de serviço – foi concebido com tecnologia 100% LED, em temperatura de cor 2700 K, branco quente. Nas áreas sociais, estendendo-se à suíte principal e à sala das crianças no pavimento superior, a automação possibilita a completa integração entre os ambientes interligados pelo pé-direito duplo.

Assim, ao manipular com precisão o partido arquitetônico e de interiores, integrando-os ao projeto de iluminação, amplia-se de maneira discreta, elegante e com personalidade a percepção dos espaços e dos elementos arquitetônicos e materiais de acabamento.

Casa Misión
Farol Santander
Comparte este proyecto:
Nota:

* La hoja de contactos de fotografías fue hecha por Iluminet para facilitar la revisión del proyecto.

* La descripción escrita es el texto original que cada despacho mandó en el formato de participación.

(90 votos) La votación se ha cerrado
Cargando…
Ingresa

La Tercera Bienal de Diseño de Iluminación Iberoamericano es una producción de:

.

Queremos saber más: Tienes algún comentario, mejora, felicitación, duda... Comentarios